Economia

Corecon / RS 7.919

Opinião – Três brasilianistas, Peter Hakim, Scott Mainwaring e Edmund Amann, concordam, o Brasil tem demonstrado ao resto do mundo a força de suas instituições democráticas. Não obstante os escândalos políticos, atingindo de ex-presidentes até os maiores empresários do país, a nação tupiniquim eleva-se a um patamar diferenciado no que concerne à investigação e punição do agentes envolvidos em ilícitos, nível alcançado por poucas nações no mundo. Se por um lado os meses a frente são sombrios, no longo prazo os episódios atuais de corrupção serão vistos como o ponto de inflexão na política brasileira, opinião que estou de acordo com os especialistas. Creio que estamos evoluindo, lentamente, mas estamos. Não existe panaceia, teremos que sofrer para que nossos filhos possam viver em uma sociedade mais justa e fraterna, onde o respeito pelo próximo e pelo público será a tônica de qualquer cidadão.

Frugalidade - Alguns economistas afirmam que a inexistência de poupança privada em larga escala é um empecilho instransponível para o crescimento sustentado de qualquer país. Pode ser, e se assim for, o Brasil pode estar dando um passo na direção de um desenvolvimento econômico condizente com o bem-estar social ao elevar o saldo da poupança nos últimos meses. Tudo bem, isto pode ser meramente reflexo da transferência do FGTS para as contas dos trabalhadores, sendo desta maneira um episódio efêmero que não se repetirá. De qualquer sorte, há de se comemorar a percepção que o brasileiro teve em relação ao seu dinheiro.

Um ótimo final de semana a todos

fernandobzuchetto@gmail.com

0 comentários | Escrever comentário