"Temer é um cadáver ambulante que se arrasta em meio a seus iguais, comprando apoio com o que restou do estado rapinado", diz o jornalista Kiko Nogueira, editor do DCM; Se o cachorro de Temer, Thor, falasse, daria um conselho ao dono: “Finge de morto! Quem sabe a gente se aguenta até 2018”, aponta ainda o jornalista

247 – O jornalista Kiko Nogueira, editor do DCM, comentou a patética foto em que Michel Temer tentou se demonstrar humano, ao distribuir uma foto com o cachorro Thor.

Confira abaixo um trecho de sua coluna:

Temer é um cadáver ambulante que se arrasta em meio a seus iguais, comprando apoio com o que restou do estado rapinado.

A missiva é uma tentativa patética de mostrar que está vivo e foi feita para se tornar pública.

O que acabou ficando público, mesmo, é seu celular.

Maia liberou o número, que estava num iPhone de Geddel Vieira Limaapreendido pela Polícia Federal. Tudo o que foi alvo daquela apreensão foi disponibilizado no site da Câmara e pode ser acessado por qualquer cidadão. O repórter do Globo bateu um papo rápido com Michel.

Se o cachorro de Temer, Thor, falasse, daria um conselho ao dono: “Finge de morto! Quem sabe a gente se aguenta até 2018”.

Michel virou sabão antes de Thor.

0 comentários | Escrever comentário