A defesa da democracia brasileira, ferida de morte com o golpe contra a presidente Dilma Rousseff e prestes a ser assassinada de vez com a possível cassação política do ex-presidente Lula por três juízes gaúchos, ganhou sua primeira greve de fome, protagonizada por Richard Faulhaber, que pretende levar seu protesto até o dia 24; desde que começaram os ataques à democracia no Brasil, uma presidente honesta foi substituída por uma quadrilha, o pré-sal foi entregue a petroleiras internacionais, a reforma trabalhista provocou demissões em massa e uma reforma da Previdência, rejeitada pela ampla maioria da população, pode ser imposta por uma governo ilegítimo; Lula, que hoje seria eleito presidente, representa a esperança de um referendo revogatório – e é por isso que setores do Judiciário tentam bani-lo, agredindo mais de 50 milhões de eleitores

11 DE JANEIRO DE 2018 ÀS 08:57 // 

Rio Grande do Sul 247 – A defesa da democracia brasileira, ferida de morte com o golpe contra a presidente Dilma Rousseff e prestes a ser assassinada de vez com a possível cassação política do ex-presidente Lula por três juízes gaúchos, ganhou sua primeira greve de fome, protagonizada por Richard Faulhaber, que pretende levar seu protesto até o dia 24.

Faulhaber postou a seguinte mensagem, sobre seu protesto solitário, mas de imensa carga simbólica:

Car@s irmãos de dedicação e luta por um mundo muito mais fraterno, muito mais inclusivo, com oportunidades cada vez mais equivalentes para todos,

Iniciamos hoje, dia 10/01, às 9:30 h, uma greve de fome, no hall de entrada da Catedral de Porto Alegre (na Praça da Matriz).

Num ato que fundamentalmente seja uma declaração de amor e solidariedade :
- ao nosso povo mais sofrido e esquecido,
- e aos nossos irmãos e companheiros que muito se dedicam ao nosso povo mais sofrido, e que, por este motivo, estão sendo perseguidos e caçados com mentiras e manipulações midiáticas dia e noite, noite e dia ...

Somos todos irmãos !!

Desde que começaram os ataques à democracia no Brasil, uma presidente honesta foi substituída por uma quadrilha, o pré-sal foi entregue a petroleiras internacionais, a reforma trabalhista provocou demissões em massa e uma reforma da Previdência, rejeitada pela ampla maioria da população, pode ser imposta por uma governo ilegítimo.

Lula, que hoje seria eleito presidente, representa a esperança de um referendo revogatório – e é por isso que setores do Judiciário tentam bani-lo, agredindo mais de 50 milhões de eleitores.

0 comentários | Escrever comentário