Sartori lidera com 28,3%, e é seguido por Leite, Rossetto e Jairo Jorge MONTAGEM/THIAGO MACHADO/ARTE/JC - Jornal do Comércio

Patrícia Comunello

 

A primeira pesquisa eleitoral sobre a disputa para o governo do Rio Grande do Sul mostra o governador José Ivo Sartori (MDB) na frente com larga vantagem em relação a outros pré-candidatos. Sartori aparece com 28,3% na primeira opção de estimulada com outros oito nomes.

 

O levantamento do instituto Paraná Pesquisas foi divulgado na manhã desta terça-feira (12). No segundo lugar, a situação aparece embolada, pois Eduardo Leite (PSDB), Miguel Rossetto (PT) e Jairo Jorge (PDT) estão com percentuais muito próximos. Leite tem 10,8% e Rossetto tem 9,8%, o que daria empate considerando a margem de erro de 2,5 pontos percentuais para mais e para menos. Jorge tem 8,2%, com isso ficaria empatado com Rossetto.

 

Abaixo do trio, vem Luis Carlos Heinze (PP), com 6%, seguido por Hermes Zanetti (PSB), que se lançou como nome do partido, com 2,9%, Abigail Pereira (2,7%), Roberto Robaina com 2,4%, e Mateus Bandeira (1%).

Eleitores que não têm nenhum candidato somam 21,2%, e que não sabem em quem votar, 6,6%. Na estimulada sem Zanetti, Sartori fica com 28,7%, Leite tem 11,2%, Rossetto, 10,1%, Jorge (8,4%), Heinze (6,2%), Abigail (3,1%), Robaina (2,7%) e Bandeira (1,2%). Já eleitores que não têm nenhum nome aparecem com 22,1%, e que não sabem, com 6,5%. 

 

O terceiro cenário mostrado pelo instituto coloca no confronto apenas cinco nomes - Sartori tem 29,9%, Eduardo Leite (11,8%) e Miguel Rossetto (11,8%) - estão empatados, Jairo Jorge (8,9%) e Heinze (6,6%). Os eleitores sem nenhum candidato são 24% e que não sabem ainda, 7,1%. Sartori tem maior rejeição entre postulantes

Mas Sartori aparece com a maior rejeição entre o potenciais concorrentes.

 

Pela pesquisa, 51,5% do ouvidos dizem que não votariam nele de jeito nenhum. Logo depois, aparece Rossetto com 47,8% de rejeição. Heinze e Jairo Jorge têm percentuais parecidos, com 39,9% e 39,7%, respectivamente. Já 31,4% das pessoas ouvidas dizem que não votariam em Leite, menor índice entre os que estão com maior preferência. O tucano e ex-prefeito de Pelotas é o menos conhecido, com 34,6% das pessoas dizendo que "não conhecem suficientemente ara opinar". A pesquisa também mediu a avaliação sobre o governo Sartori.

 

O atual governador tem 55,8% de reprovação e 39,6% de aprovação. O maior índice positivo é entre homens, e a mair reprovação é entre as mulheres. Eleitores entre 25 e 44 anos e aqueles com Ensino Superior ostentam os maiores índices de desaprovação do governo. Além disso, 18,3% consideram a gestão ótima (2,6%) e boa (15,7%), 37,99 como regular e 42,2% como ruim (15,9%) e péssima (26,3%).      Para o Senado, que terá duas vagas das três em disputa, a pesquisa aponta a liderança de Ana Amélia Lemos (PP), com 44,5%, seguida por Paulo Paim (PT).

 

O levantamento também mostrou as intenções para  outros nomes que anunciaram intenção de entrar na disputa são Germano Rigotto (MDB), Alceu Collares (PDT), Beto Albuquerque (PSB) e Sérgio Wais (NOVO).      A pesquisa foi feita entre 6 e 11 de junho, com 1.540 eleitores em 64 municípios. O nível de confiança é de 95%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal da no Tribunal Superior (TSE) com o número RS-01131/2018. -

 

 

Jornal do Comércio (https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/politica/2018/06/632388-sartori-lidera-corrida-eleitoral-ao-governo-do-rio-grande-do-sul.html)

0 comentários | Escrever comentário