Diferentes fontes ligadas a executiva nacional do PT confirmaram ao 247 que ato, na data limite da troca de candidaturas, servirá como 'passagem de bastão' entre Lula e Haddad; ex-prefeito de São Paulo assumirá cabeça da chapa, com Manuela D'Ávila (PCdoB) como vice, e poderá participar dos eventos para presidenciáveis, como debates, sabatinas e entrevistas, algo que vinha lhe sendo negado como candidato a vice e representante de Lula

 

10 DE SETEMBRO DE 2018 ÀS 23:28 // 

 

William De Lucca - Um ato político nesta terça-feira (11) deve consagrar Fernando Haddad (PT) como candidato à presidência, em substituição a Lula. Convocado pela executiva nacional do Partido dos Trabalhadores, o evento acontece às 14h30, na Vigília Lula Livre, em frente a sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso. Manuela D'Ávila (PCdoB) também será confirmada como candidata à vice-presidenta.

Na convocação enviada para militantes e candidatos petistas de todo o país, o evento é tratado como um 'pronunciamento oficial' da campanha do até agora candidato Lula e de seu vice, Haddad, mas diferentes fontes confirmaram ao 247 que o evento será a 'passagem de bastão' entre os dois. Diversos candidatos a governos de estado, por exemplo, desmarcaram suas agendas locais e confirmaram presença no ato na capital paranaense.

Assim, o PT leva até o prazo final estipulado pela legislação eleitoral (11/09) para fazer a substituição de candidatura, liberando Haddad para participar de sabatinas, entrevistas e debates entre os presidenciáveis.

0 comentários | Escrever comentário