Candidato afirmou que na segunda-feira deverá anunciar se apoiará formalmente o candidato do PT, Fernando Haddad.

 

"Ele não, sem dúvida", completou, se referindo ao presidenciável do PSL. (Reuters)

 

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, descartou apoio a Jair Bolsonaro no segundo turno das eleições contra o petista Fernando Haddad e disse que tem história de defesa da democracia e contra o fascismo.

Ele afirmou que na segunda-feira deverá anunciar se apoiará formalmente o candidato do PT, Fernando Haddad.

"Vamos tomar uma para espalhar o sangue, vamos pensar um pouquinho e amanhã a gente fala. Uma coisa eu posso adiantar logo: como vocês já viram, minha história de vida é de defesa da democracia e contra o fascismo", disse ele a jornalistas em Fortaleza.

"Ele não, sem dúvida", completou, se referindo ao presidenciável do PSL.

Bolsonaro e Haddad disputarão o segundo turno da eleição. Com 97,59 por cento das seções apuradas, Bolsonaro aparece com 46,46 por cento dos votos válidos, enquanto Haddad tem 28,69 por cento.


Reuters/dom total///

 

 

0 comentários | Escrever comentário