Publicado em: dezembro 3, 2018/ sul 21///

 

Bolsonaro levantou a taça com jogadores do Palmeiras. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 

Da Revista Fórum

O Palmeiras conquistou o título de campeão brasileiro neste domingo (2) no no Allianz Parque, após bater o Vitória por 3 a 2 na última rodada da competição. Os jogadores recebeu medalhas das mãos do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que participou da cerimônia no gramado com os atletas e também ergueu o troféu.

A presença de Bolsonaro dividiu a torcida. Nas redes sociais, há palmarenses indignados. “O protagonismo do Bolsonaro na festa do deca do Palmeiras não condiz com a história do clube formado por imigrantes. Culpa do próprio clube e da CBF”, diz o jornalista da ESPN Roque Marques. “O fato da família dele ter nascido na Itália não muda nada, pelo contrário, torna ainda mais lamentável a postura dele com imigrantes – que ele chamou de escória.”

Em uma entrevista de 2015, Bolsonaro disse que os refugiados que chegam ao Brasil são “escória do mundo” durante entrevista ao jornal Opção, de Goiás. ““Não sei qual é a adesão dos comandantes, mas, caso venham reduzir o efetivo [das Forças Armadas] é menos gente nas ruas para fazer frente aos marginais do MST, dos haitianos, senegaleses, bolivianos e tudo que é escória do mundo que, agora, está chegando os sírios também. A escória do mundo está chegando ao Brasil como se nós não tivéssemos problema demais para resolver”, disse à época.

“Independentemente da ideologia política, é inadmissível o Palmeiras dar tamanho protagonismo a um político que nunca fez nada para o clube. Tamanha subserviência ao poder a troco de quê? É inadmissível o que a diretoria do Palmeiras está permitindo no gramado do estádio”, afirmou o jornalista Diego Iwata Lima.

Há torcedores defendendo o cancelamento no programa sócio-torcedor Avanti Palmeiras.

 

O Palmeiras foi perseguido e acusado de fascista. E agora recebem um no estádio, na festa, na foto do título. E voltamos a ser chamados de fascistas. Quem não conhece a própria história está fadado a repeti-la. Eu vou viver pra ver esse rótulo ser rasgado. NÓS NÃO SOMOS ISSO!

120 pessoas estão falando sobre isso

 

 

 

O Palmeiras foi perseguido e acusado de fascista. E agora recebem um no estádio, na festa, na foto do título. E voltamos a ser chamados de fascistas. Quem não conhece a própria história está fadado a repeti-la. Eu vou viver pra ver esse rótulo ser rasgado. NÓS NÃO SOMOS ISSO!

120 pessoas estão falando sobre isso

 

 

 

O Palmeiras foi perseguido e acusado de fascista. E agora recebem um no estádio, na festa, na foto do título. E voltamos a ser chamados de fascistas. Quem não conhece a própria história está fadado a repeti-la. Eu vou viver pra ver esse rótulo ser rasgado. NÓS NÃO SOMOS ISSO!

120 pessoas estão falando sobre isso

 

 

 

O protagonismo do Bolsonaro na festa do deca do Palmeiras não condiz com a história do clube formado por imigrantes. Culpa do próprio clube e da CBF.

0 comentários | Escrever comentário