Deputado reeleito pelo PT-SP cobrou de um dos procuradores da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol investigação contra Fabrício Queiroz, provável "laranja" da família Bolsonaro; "Caro Dallagnol. Por que voce não cobra a investigação dos crimes praticados pelo Queiroz? @deltanmd", disse; procurador disse que, "se Renan for presidente do Senado, dificilmente veremos reforma contra corrupção aprovada"

 

10 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 09:56 // 

 

 

247- O deputado federal reeleito Paulo Teixeira (PT-SP) cobrou de um dos procuradores da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol investigação contra Fabrício Queiroz, provável "laranja" da família Bolsonaro e que, segundo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), fez uma movimentação atípica superior a R$ 1,2 milhão entre 2016 e 2017, inclusive pagamentos de R$ 24 mil a Michelle Bolsonaro, mulher do presidente eleito.

"Caro Dallagnol. Por que voce não cobra a investigação dos crimes praticados pelo Queiroz? @deltanmd", escreveu o parlamentar no Twitter.

Pela mesma rede social, o procurador havia dito: "Se Renan for presidente do Senado, dificilmente veremos reforma contra corrupção aprovada. Tem contra si várias investigações por corrupção e lavagem de dinheiro. Muitos senadores podem votar nele escondido, mas não terão coragem de votar na luz do dia".

0 comentários | Escrever comentário