A Folha está na mira da perseguição sórdida, mesmo discordando da sua linha editorial, quem não vier a defendê-la nesta caçada estará conciliando com a censura e o silenciamento da liberdade de imprensa. Fórum não fará isso

 

A reportagem da Folha de S. Paulo deste domingo (6), que vincula a campanha de Jair Bolsonaro para presidente ao esquema de caixa 2 e corrupção do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, caiu como uma bomba nas hostes e gangues bolsonaristas.

O ministro, eleito o mais votado para deputado federal em Minas Gerais, foi indiciado pela Polícia Federal, que vazou para a Folha uma planilha de recursos não contabilizados para a campanha presidencial.

Moro, que chefia a PF, foi um dos primeiros a se solidarizar com o PR (aff, isso é jeito de um Ministro da Justiça se referir a um presidente da República?). Mas Bolsonaro sabe que ele pode ser na verdade o Judas da história.

Isso agora, por incrível que pareça, é o que menos importa. Afinal, Bolsonaro ainda não tem como demitir Moro e eles travam uma guerra surda nos bastidores para ver quem pode mais.

Acontece que a matéria da Folha desencadeou um ataque ao jornal sem precedentes por parte de um governo. O chefe da Secom, Fabio Wajngarten, sugeriu que o governo e empresas estatais ou mistas não anunciem na Folha para não se contaminar com fake news. Isso é grave, mas é algo que a Fórum, um dos sites mais lidos de jornalismo do Brasil, enfrenta há tempos. A seleção ideológica das verbas é comum em governos tucanos e agora do PSL.

Mas o presidente foi além, num post pessoal, escreveu: “o que mais me surpreende são os patrocinadores que anunciam nesse jornaleco chamado Folha de S. Paulo”.

 

O post tem endereço claro, os anunciantes privados. Bolsonaro está alertando-os. Anunciou na Folha, conte com o meu ódio e perseguição.

É muito grave isso. E na Barão de Limeira os diretores comerciais já devem estar preocupados. Não ter anúncio do governo federal é preocupante, mas ter o governo em campanha pelo boicote a anúncios privados pode ser fatal para um jornal.

É uma atitude criminosa e perigosa de Bolsonaro. Mas, ao mesmo tempo, é importante que isso ocorra para que os veículos de comunicação percebam o monstro que criaram. Bolsonaro é um fascista e age como fascista.

Sua perseguição deliberada e anunciada à Folha é mais um capítulo deste seu projeto de “novo regime”. Se os outros veículos se calarem significa que o gênio já saiu da lâmpada. E depois que isso acontece é muito difícil colocá-lo de volta ao seu lugar de origem.

 

A Folha está na mira da perseguição sórdida, mesmo discordando da sua linha editorial, quem não vier a defendê-la nesta caçada estará conciliando com a censura e o silenciamento da liberdade de imprensa. Fórum não fará isso.

 

FORUM///

0 comentários | Escrever comentário