FETRELI protagoniza a história do mundo literário no interior do RS


O protagonismo da história no mundo literário no interior do RS, o incentivo e o
despertar para a formação de leitores, através do caráter abrangente e
integrador de linguagens, foi a ênfase nos discursos de abertura da 47ª
FETRELI, que aconteceu no sábado (04) pela manhã.
Nas manifestações do presidente do Conselho Escolar, Loidemar Becker;
coordenadora da 21ª CRE, Ledi Daiana Diesel; presidente do Legislativo,
Vinicius de Araújo; representante do Executivo, Valdemar Bonatto; e diretor do
Colégio Ipiranga, prof. Nelson Weber, a ênfase foi que o ato da leitura é uma
das oportunidades mais democráticas e acessíveis de desenvolvimento pessoal
e profissional, pois oportuniza absorver e ampliar conhecimentos, descobrir
novos universos, mais firmeza na argumentação e formação intelectual, além
de desenvolver o senso crítico e proporcionar a possibilidade de sonhar.
Outro aspecto salientado foi a própria história da FETRELI no mundo literário
do Rio Grande do Sul. Ao chegar à sua 47ª edição, comprovadamente, a
FETRELI reafirma a condição de ser a feira do livro mais antiga do interior do
estado, e as autoridades destacaram essa importância para Três Passos e para
a região. O fato orgulha e engrandece a comunidade e faz aumentar a
responsabilidade na formação de novos leitores.
Na ocasião, também houve um pedido especial do diretor da escola anfitriã,
Nelson Weber: “Não deixem a tecnologia afastar nossas crianças dos livros e de
seus sonhos.”
A abertura também teve a participação dos grupos de canto e instrumental do
Colégio Ipiranga, coordenados pela professora Maiuze.
A culminância da solenidade aconteceu com o corte da fita, no Centro de
Eventos, quando o diretor Nelson Weber declarou oficialmente aberta a 47ª
FETRELI, que se estende até a noite de sexta-feira, dia 11 de outubro.

0 comentários | Escrever comentário