247 - Integrantes da ala militar do governo federal, como o ministro do GSI, general Augusto Heleno, trocaram mensagens com o ex-ministro da Justiça Sergio Moro sobre a "insistência" de Jair Bolsonaro em trocar o comando da Polícia Federal, informa Bela Megale, do jornal O Globo.

 

As mensagens trocadas entre a cúpula do governo Bolsonaro, porém, não foram entregues aos investigadores do inquérito que apura uma possível interferência na PF para não tensionar ainda mais o clima, dizem integrantes do Planalto. Heleno confirmou à PF que a frase de Bolsonaro - "trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro" - não faria sentido ao tratar do GSI, já que houve trocas na pasta um mês antes da reunião ministerial do dia 22 de abril.

0 comentários | Escrever comentário