AO VIVO - Clique aqui para tocar a Rádio Tertúlia Web

247 - Segundo o jornalista Lauro Jardim em O Globo, a Polícia Federal colheu depoimentos em dezembro, no âmbito de uma investigação, que atingiriam Rodrigo Maia frontalmente.

 

 

"Quem acompanha os bastidores desse inquérito nota o interesse especial da PF pelo que é contado sobre o (ainda e apenas pelos próximos 22 dias) presidente da Câmara", escreveu Lauro Jardim. A relação entre Maia e Bolsonaro tem se deteriorado fortemente nas últimas semanas, a ponto de Jair Bolsonado ter afirmado na última sexta-feira (8) que Maia e o PT "são duas coisas muito parecidas”. No sábado (9), Maia escreveu que Bolsonaro é "covarde". "Está na hora de todo mundo colocar de forma clara essa indignação", afirmou. E completou: "Não podemos mais aceitar um ministro que não entende de saúde e um presidente irresponsável que nega o vírus". "Todos estamos cansados disso, desse negacionismo e dessa irresponsabilidade. Está na hora de uma reação forte de todos nós, brasileiros, contra a irresponsabilidade do governo", disse Maia.

0 comentários | Escrever comentário