AO VIVO - Clique aqui para tocar a Rádio Tertúlia Web

Com este resultado, o Grêmio vai aos 59 pontos, subindo para a 6ª colocação.

 

 

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

 

Em partida disputada em Porto Alegre na noite deste domingo (21), o Grêmio bateu o Athletico-PR por 1 a 0, pela 37ª rodada (penúltima) do Campeonato Brasileiro. O resultado foi garantido com gol do meio-campista Thaciano e deixou o Tricolor gaúcho em sexto lugar na tabela (59 pontos), além de garantir classificação na Copa Libertadores da América de 2021. O primeiro tempo foi equilibrado, com ambas as equipes buscando o campo de ataque, mas nenhuma conseguiu efetividade. Após algumas mudanças na escalação, o time sob o comando de Renato Portaluppi chegou à vitória na segunda etapa, aos 31 minutos.

Primeiro tempo -

O Grêmio iniciou a partida no campo de ataque e logo no primeiro minuto ameaçou. Pepê cobrou um escanteio, colocando na área, Paulo Miranda tentou a finalização, mas a zaga afastou. Outra chance saiu depois de uma jogada bem trabalhada. Pepê fez um cruzamento da esquerda e Isaque subiu para desviar de cabeça, mas mandou por sobre a meta, com 7 minutos jogados. Em seguida, os paranaenses responderam: Jadson recebeu um passe e tentou a conclusão, mas Kannemann bloqueou o atacante. Os gremistas tiveram uma nova oportunidade, desta vez em bola parada. Diego Souza cobrou uma falta da intermediária, mas carimbou a barreira, aos 14’. O Athletico-PR chegou com um cruzamento da esquerda, em que a bola foi alçada na cabeça de Carlos Eduardo, que desviou. Paulo Victor defendeu. Passados 19’, mais uma chance adversária: Christian acionou Léo Cittadini, que ficou cara a cara com o goleiro gremista e chutou, mas o camisa 1 fez grande defesa. O Tricolor respondeu logo na sequência, quando Victor Ferraz ergueu na área. Santos defendeu, impedindo a sequência da jogada. Os gremistas seguiram buscando o primeiro gol. Com 23 minutos de bola rolando, Diego Souza tramou boa jogada e rolou para Lucas Silva, que chutou de fora da área, mas mandou muito alto. Os visitantes quase abriram o placar aos 30’, quando Nikão se antecipou entre a zaga e desviou de cabeça, procurando o canto esquerdo do gol gremista, mas por sorte a bola saiu pela linha de fundo. Outro bom momento paranaense surgiu quando Jadson tentou de carrinho empurrar para o gol, mas Paulo Victor defendeu.

Segundo tempo -

O Grêmio voltou a campo com três alterações: Saíram Darlan, Éverton e Isaque, para entrar Thaciano, Jean Pyerre e Ferreira. Aos 6 minutos de bola rolando, o Athletico teve uma falta a seu favor da intermediária, pelo meio. Jadson fez a cobrança, mandando com perigo e tirando tinta da trave gremista. O Grêmio respondeu com um cruzamento de Ferreira, na direita, em que Thaciano desviou de cabeça, mas a defesa conseguiu cortar. Na sobra, Jean Pyerre arriscou de fora da área, mandando colocado e obrigando grande defesa de Santos, com 8’. Aos 13 minutos, Diego Souza conseguiu abrir o placar, ao desarmar o goleiro paranaense, mas a arbitragem assinalou falta do camisa 29 sobre o arqueiro. Outra chance saiu dos pés de Lucas Silva, que arriscou de longe, mandando com perigo, mas a bola saiu. Em resposta, os adversários ameaçaram com um cruzamento de Christian. Após o desvio, Paulo Victor mandou a escanteio. Com 27’, mais uma chance paranaense: Léo Cittadini recebeu um passe, mas a bola acabou saindo muito forte e a defesa gremista conseguiu ficar com ela. Já o Grêmio chegou bem com Ferreira, que recebeu, fez uma jogada individual e chutou cruzado, mas a bola passou à direita do gol, saindo pela linha de fundo. Foi aos 31 minutos, que o Tricolor conseguiu abrir o placar. Lucas Silva deu um passe na meia-lua para Diego Churín, que chutou. A bola explodiu em Pedro Henrique e chegou a Thaciano, que chutou forte, definindo o placar na Arena. O Athletico tentou o empate. Passados 38’, Bissoli recebeu na entrada da área chutou, mandando muito perto do gol. Já na reta final, Khellven cobrou uma falta da intermediária no segundo poste, houve o desvio de cabeça, para fora.

Ficha técnica - –

Grêmio: Paulo Victor; Victor Ferraz, Paulo Miranda, Kannemann e Diogo Barbosa; Darlan (Thaciano), Lucas Silva (David Braz) e Everton (Ferreira); Diego Souza (Churín), Isaque (Jean Pyerre) e Pepê. Técnico: Renato Portaluppi. –

Athletico-PR: Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinicius; Richard, Christian, Léo Cittadini (Bissoli), Jadson (Renato Kayser) e Carlos Eduardo (Vitinho); Nikão. Técnico: Antônio Oliveira. –

Cartões amarelos: Darlan e Ferreira (Grêmio). – Cartões vermelhos: Richard e Thiago Heleno (Athletico). – Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (MG), auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz da Silva (ambos de MG). VAR (árbitro de vídeo): Igor Junio Benevenuto (MG).

0 comentários | Escrever comentário