AO VIVO - Clique aqui para tocar a Rádio Tertúlia Web

Manuela foi recebida pelo procurador-geral de Justiça do RS, Marcelo Dornelles

 

 

Foto: Tassiane Costeira/MP-RS

 

 

O procurador-geral de Justiça do RS, Marcelo Dornelles, se reuniu, na tarde de quarta-feira (14), com a ex-deputada federal gaúcha Manuela d’Ávila (PCdoB). Ela procurou o Ministério Público em razão das ameaças que vem recebendo e que se estendem a seus familiares, incluindo a sua filha de 5 anos. A ex-deputada pediu à instituição que atue para identificação e responsabilização dos autores. “Estive com o procurador-geral de Justiça, Dr. Marcelo Dornelles, e com as procuradoras Luciana Cano Casarotto e Gisele Müller Monteiro para entregar representação informando as ameaças dirigidas a mim e à Laura e as ameaças feitas por Roberto Jefferson contra mim e entregar provas pedindo para que o MP tome as medidas que julgar cabíveis”, afirmou a ex-candidata à prefeitura de Porto Alegre.

Moção de solidariedade

Em sessão extraordinária da Câmara Municipal na quarta-feira (14), os vereadores de Porto Alegre aprovaram, por 26 votos favoráveis e oito votos contrários, moção de solidariedade a Manuela “por conta dos ataques e ameaças sofridos por ela e por sua família, promovidas por redes organizadas de ódio”. A moção, de autoria dos vereadores Bruna Rodrigues (PCdoB), Daiana Santos (PCdoB) e Pedro Ruas (PSOL), tem por objetivo combater a violência de gênero “feita por meio das redes sociais e que funciona como tortura psicológica e uma forma de pressionar, silenciar e tentar retirar as mulheres da política”.

 

 

O Sul///

0 comentários | Escrever comentário