AO VIVO - Clique aqui para tocar a Rádio Tertúlia Web

O acordo com Gilberto Kassab era de que Datena fosse candidato ao Senado, acompanhando uma chapa ao governo paulista encabeçada por Alckmin, que se filiaria ao PSD, com o ex-governador Márcio França (PSB) como vice

 

22 de novembro de 2021, 15:40 h (Foto: Reprodução)

 

 

247 - O apresentador José Luiz Datena cancelou sua filiação ao PSD, que aconteceria nesta quarta-feira (24). Datena citou como fatores para o adiamento está a possibilidade cogitada de o ex-governador Geraldo Alckmin ser vice na chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 2022. Ao UOL, ele disse que o cenário político mudou muito desde que houve o acerto com o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab. Datena, porém, disse que ainda está perto do PSD, mas que também conversa com outros partidos. "Agora, qual a possibilidade de isso acontecer, eu não sei qual é. Se Alckmin não sair a governador pelo PSD e ser vice do Lula, como vai ficar a situação política? Se o Márcio França decidir sair de vice para acompanhar o [Fernando] Haddad [ex-prefeito de São Paulo, do PT], o Lula, o movimento é outro", disse Datena ao UOL. "Estou esperando o movimento dos outros. Senão, me vejo na posição de aliado de quem eu não queira ser", acrescentou. O apresentador, que havia se desfiliado do PSL, disse que deixou em aberto para Kassab a possibilidade de ser candidato a governador pelo PSD caso Alckmin escolha outro caminho. "Não sei qual é a pretensão de cada um deles. Se a do Kassab é fechar com o Lula lá na frente."

0 comentários | Escrever comentário