Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

Netos que Pelé só reconheceu na Justiça podem ser seus continuadores

Jorge Seadi

Octávio, 12 anos, e Gabriel, 10, treinam nas divisões de base do Paraná e são filhos de Sandra, filha que Pelé só reconheceu oficialmente em 1996, na Justiça. Em seus dribles e passes, os dois parecem mostrar, dentro de campo, o DNA do Rei Pelé. Até na comemoração dos gols, o salto imita o do avô, com os braços erguidos.

Depois da “frustração” de ver o filho Edinho jogando como goleiro, Pelé não teve nenhum outro descendente com o dom de jogar futebol. Agora, os garotos Octávio Felinto Neto, 12 anos e Gabriel Arantes do Nascimento, 10 anos, netos que ele mal conhece, podem ser os continuadores da carreira do avô dentro de campo.

Os dois meninos são filhos de Sandra Regina Arantes do Nascimento Felinto, reconhecida como filha de Pelé em 1996, depois de longa disputa na Justiça.

Vítima de câncer de mama, Sandra morreu em 2006 sem ter contato com o pai. Os dois só se cruzaram nos tribunais. Pouco depois da morte de Sandra, o pai dos garotos se mudou para o Paraná, casou com uma cantora, e colocou os dois meninos para treinar no Atlético Paranaense. Descontente com o tratamento aos meninos, o pai levou os dois para treinar no Paraná. “Eles estão mais tranquilos, agora”, diz o pai.

Torcedores fanáticos do Santos, Octávio e Gabriel jogavam na escolhinha do clube até o pai mudar-se para Curitiba. Na Baixada, nunca encontraram o avô famoso.

Pelé, o maior jogador do mundo, fez 70 anos no dia 21 de outubro.

Com informações do G1

Agenda