Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

Vettel vence facilmente no Brasil e Alonso fica a um 2º lugar do título

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Com um desempenho agressivo na primeira volta que lhe rendeu a liderança, o alemão Sebastian Vettel venceu neste domingo o Grande Prêmio do Brasil e alcançou seu terceiro triunfo na temporada para se manter na disputa pelo título com a dobradinha da Red Bull, mas a opção por não fazer o jogo de equipe manteve Alonso na liderança, precisando de apenas um segundo lugar em Abu Dhabi para ser campeão.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO BRASIL

1º Sebastian Vettel (ALE) Red Bull
2º Mark Webber (AUS) Red Bull
3º Fernando Alonso (ESP) Ferrari
4º Lewis Hamilton (ING) McLaren
5º Jenson Button (ING) McLaren
6º Nico Rosberg (ALE) Mercedes
7º Michael Schumacher (ALE) Mercedes
8º Nico Hulkenberg (ALE) Williams
9º Robert Kubica (POL) Renault
10º Kamui Kobayashi (JAP) Sauber
14º Rubens Barrichello (BRA) Williams
15º Felipe Massa (BRA) Ferrari
21º Bruno Senna (BRA) Hispania
23º Lucas Di Grassi (BRA) Virgin

Depois de a dupla da Red Bull garantir a liderança ainda na primeira volta, a única inversão das posições ocorreu durante os pit stops e mesmo com a aproximação de Webber, Sebastian Vettel não diminuiu o ritmo e, como havia prometido antes da corrida, a equipe descartou a troca de posições, beneficiando Alonso.

Lewis Hamilton também se manteve na disputa pelo título ao terminar a corrida em quarto lugar, mas com possibilidades remotas, enquanto seu companheiro de equipe Jenson Button ficou sem chances matemáticas de conquistar o bicampeonato.

O resultado da corrida ainda garantiu o título de construtores para a Red Bull pela primeira vez na Fórmula 1, após ter perdido a disputa no ano passado para a Brawn GP, atual Mercedes.

A prova não foi boa para os pilotos brasileiros, que tiveram Rubens Barrichello como o melhor colocado ao terminar em 14º, seguido de Felipe Massa que terminou em 15º. Com o carro da Hispania, Bruno Senna completou a prova em 21º, com Lucas Di Grassi sendo o último a completar com nove voltas atrás dos líderes após ter chegado a parar e descer do carro nos boxes, antes de voltar para a pista.

A Corrida

Sebastian Vettel largou de forma agressiva para cima de Nico Hulkenberg e conseguiu a ultrapassagem antes da primeira curva. Hulkenberg conseguiu se manter na segunda posição até a reta oposta, mas espalhou na curva e terminou a primeira volta já na terceira posição.

OPINIÃO DOS ESPECIALISTAS

"Jogo limpo, sem marmelada, sem arranjos obscuros. Vitória do esporte"
"Vamos com quatro pilotos com chances para a última prova"

Fernando Alonso tentou a ultrapassagem sobre Lewis Hamilton no final da reta dos boxes, mas o inglês defendeu a posição na freada para o “S” do Senna. Só que o campeão de 2008 acabou cometendo um erro na Descida do Lago e Alonso ganhou a quarta posição.

Depois de tentar seguidas vezes a ultrapassagem sobre Hulkenberg para manter o contato com os carros da Red Bull, Alonso conseguiu a ultrapassagem na sétima volta entre o Lago e o Laranjinha.

Ricardo Mazalan/AP

Após largar atrás e não conseguir superar a décima posição, o inglês Jenson Button tentou mudou sua estratégia e parou nos boxes para trocar pneus logo na 12ª volta.

Em oitavo lugar, Felipe Massa também mudou sua estratégia de corrida e trocou os pneus na 13ª volta. Na saída dos boxes, o brasileiro acabou perdendo a posição para Button antes da reta oposta. Com problemas na roda dianteira direita, Massa teve de retornar na volta seguinte para trocar novamente os pneus e caiu para as últimas posições.

Com 11s atrás do líder, Alonso começou a fazer voltas mais rápidas que os carros da Red Bull para diminuir a sua desvantagem. Na 25ª volta, o líder do campeonato parou nos boxes para trocar pneus e desta vez a Ferrari trabalhou sem cometer erros.

O trabalho de boxes da Red Bull foi perfeito e manteve Vettel e Webber nas primeiras colocações e virando mais rápidos que o carro do espanhol Fernando Alonso.

Na 35ª volta, em disputa de posição com o espanhol Jaime Alguersuari, da Toro Rosso, Rubens Barrichello acabou tendo o seu pneu dianteiro esquerdo furado no “S” do Senna e teve de parar e fazer a troca do composto nos boxes.

Uma batida de Vitantonio Liuzzi na 50ª volta, ao final do “S” do Senna, causou a entrada do safety car na pista e reaproximou os líderes do campeonato, beneficiando o espanhol Fernando Alonso, que estava a 18s do líder Sebastian Vettel. Mas o carro de segurança não causou prejuízo a Vettel, que manteve a ponta.

Nas voltas finais, Fernando Alonso passou a baixar a diferença de Mark Webber fazendo voltas rápidas e se aproximou do australiano, mas não conseguiu chegar a ponto de fazer a ultrapassagem e terminou mesmo na terceira colocação.

Agenda