Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

Equipe de Tarso prepara ações de combate à dengue

Para definir as ações de prevenção à dengue, nos primeiros meses do governo Tarso Genro, a equipe de transição solicitou ao governo Yeda Crusius informações sobre o plano de contingência da doença, comum durante o verão. O pedido foi feito pelo vice-governador eleito Beto Grill à secretaria estadual de Saúde, Arita Bergmann, na manhã desta sexta-feira (19). Do encontro participaram, também, o superintendente do Grupo Hospitalar Conceição, Néio Lúcio Pereira, o coordenador do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Francisco Paz, e a diretora do Departamento Estadual de Assistência Hospitalar e Ambulatorial do RS, Aglaé Silva.

Apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um dos principais problemas de saúde pública, a ocorrência de dengue tem aumentado nas Américas. Em pleno século 21, a doença ainda mata 20 mil pessoas por ano no mundo. Na manhã de hoje, os representantes da secretaria da Saúde informaram sobre o cenário atual da dengue no Rio Grande do Sul. Os dados fornecidos abrangiam desde os locais de risco de contaminação até o número de hospitais e leitos que podem ser disponibilizados para o tratamento da doença. Segundo a Saúde, as situações mais complicadas são registradas nas regiões Noroeste e Metropolitana.

Durante o encontro entre os representantes do atual e do futuro governo ficou definido que as equipes técnicas, tando de uma como de outra administração, irão se reunir para estabelecer estratégias e definir ações preventivas, para evitar novas epidemias. Um representante da comissão de transição do governo Tarso será designado para participar das reuniões periódicas, realizadas na Saúde.

“O Estado precisa atuar junto com os municípios para evitar o risco de epidemia. O cenário atual é mais tranquilo em relação aos anos anteriores, mas é preciso manter atenção total”, ressaltou Beto Grill.

Ao final do encontro a secretária Arita Bergmann entregou ao vice-governador eleito o Plano de Contigência de Combate à Dengue.

O Plano

O Plano de Contingência à Dengue foi elaborado em conjunto com 16 municípios da Região Metropolitana. Segundo Arita Bergmann, o Plano está centrado em três eixos principais: articulação com os gestores municipais, monitoramento da doença pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica e preparação de uma retaguarda assistencial. “Dentro do Plano, prevemos a orientação dos municípios para o trabalho preventivo e a organização da rede de atenção básica; a identificação caso a caso dos pacientes; e a preparação dos hospitais nas regiões onde tem o vetor do mosquito, para estarmos preparados para um possível surto”, explica.

Fonte: Rachel Duarte – Sul 21

Agenda