Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

Tarso já preencheu cerca de 80% do secretariado

Rachel Duarte/sul-21

Conforme o esperado, boa parte do secretariado do futuro governo gaúcho foi anunciado esta semana. Com a definição célere do PDT em compor o governo e aceitar as condições impostas pelo futuro governador Tarso Genro (PT), os nomes dequase 80% do primeiro escalão foram divulgados nesta quarta-feira (24). Tarso já indicou 23 dos 30 gestores da futura administração.

secretarias_rs (5)

O anúncio foi marcado para as 16 horas, no Centro de Treinamento da Procergs. Tarso atrasou a chegada ao auditório. Entrou sorrindo, acompanhado do vice-governador eleito, Beto Grill, de assessores e de futuros gestores mais próximos do núcleo do governo. Antes do anúncio dos novos nomes, o futuro governador disse que a entrada do PDT, consolidada em plenária na terça-feira (23), honrava três promessas que fez durante a campanha. “Apresentar um programa de governo debatido com a sociedade. Voltar a lugares simbólicos que representassem o governo. E chamar o PDT para compor o governo de maioria na Assembleia Legislativa”, disse

Tarso afirmou que a responsabilidade aumenta, porque no centro do governo estão os partidos da coligação que passarão a trabalhar de forma integrada com as demais siglas (PR, PPL, PTB e PDT).

Bruno Alencastro/Sul21

Fabiano Pereira /Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Justiça e Direitos Humanos

O primeiro nome anunciado por Tarso Genro foi o do deputado estadual Fabiano Pereira (PT), da corrente PT de Luta e Massa. Ao concluir o seu segundo mandato na Assembleia Legislativa no final do ano, Pereira assumirá a secretaria da Justiça e Direitos Humanos.

O deputado, que presidiu a CPI do Detran, disse que esperava pela indicação, devido às suas realizações na vida pública e o peso da sua corrente (10% do partido). Sobre o trabalho na área, Fabiano Pereira disse que o governo Tarso irá buscar recursos para descentralizar a Fase (Fundação de Atendimento Sócio Educativo). “Precisamos construir novas unidades e investir em programas para ressocialização”, falou.

Bruno Alencastro/Sul21

Flávio Koutzii /Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Nova estrutura de gabinete

Ao explicar o funcionamento da estrutura mais próxima ao seu gabinete, Tarso disse que terá uma Assessoria Superior do Governador. O indicado para o cargo foi o ex-deputado Flávio Koutzii (PT). O núcleo que ele irá coordenar será formado pelas secretarias de Planejamento e Gestão e Governo, gabinete do governador, Casa Civil e Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social – CDES.

Bruno Alencastro/Sul21

Ivar Pavan /Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Desenvolvimento Rural & Agricultura

Reduzir as divergências entre os campos da agricultura familiar e do agronegócio será o principal desafio dos indicados para as secretarias de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo, Ivar Pavan (PT), e Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi (PT). Tarso disse que estas áreas terão que ter diálogo constante e que icentivar a agricultura familiar é também incentivar o agronegócio. Portanto, as duas pastas precisarão ser articuladas.

Bruno Alencastro/Sul21

Luiz Fernando Mainardi / Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Responsável pela criação do Pronasci Abigeato, no período que trabalhou com Tarso no Ministério da Justiça, Mainardi reconhece que “a agropecuária e o agronegócio contribuem fundamentalmente no PIB gaúcho”. Ele disse que o setor poderá ajudar na arrecadação e no crescimento econômico do estado. “Não temos preconceito com nenhum setor da economia gaúcha e vamos dialogar para ver o que é melhor para todos: estado, empresa e trabalhadores”, disse.

Divulgação

José Clóvis de Azevedo / Foto: Divulgação

Educação

Alguns secretários foram indicados mas não estavam no ato, como o educador José Clóvis de Azevedo (PT), primeiro reitor da Uergs. Ao Sul21 ele disse que recebeu a ligação de Tarso no mesmo dia do anúncio (24), pela manhã. Como tinha um seminário em Alegrete, não pode comparecer ao Centro de Treinamento da Procergs, para o anúncio. Clóvis disse que ainda não teve tempo de elaborar nada para a sua gestão, mas sua contribuição na elaboração do programa de governo de Tarso servirá como balizadora do trabalho.

Bruno Alencastro/Sul21

Marcel Frison / Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Habitação e Saneamento

O atual secretário de Planejamento de São Leopoldo, Marcel Frison (PT), estava cotado e foi confirmado na pasta de Habitação e Saneamento. Na hora do anúncio, Tarso colocou-o no compromisso de alcançar a meta de 50 mil habitações no estado. Frison disse que buscará recursos junto ao governo federal e que, com a experiência municipal que tem, será possível alcançar o pedido do governador. “Em São Leopoldo, produzimos cinco mil unidades habitacionais, o que já é 10% desta meta. Então é perfeitamente viável. Mesmo porque, construir casas não é uma ação isolada. É um produto de uma política global, que inclui incidir em áreas de risco, como nos municípios da Fronteira Oeste e da Serra”, explicou.

Bruno Alencastro/Sul21

Márcia Santana / Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Novidades

Entre os nomes anunciados por Tarso, algumas surpresas como a da futura secretária das Mulheres, Márcia Santana (PT). O nome da assistente social não fazia parte das especulações da imprensa e sua indicação derrubou a também cotada dentro do PT Marlise Fernandes. “A minha indicação é fruto da nossa influência nos movimentos sociais”, justificou a chefe de gabinete da deputada federal Maria do Rosário.

Bruno Alencastro/Sul21

Jussara Cony / Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Outra surpresa foi a indicação de Jussara Cony (PCdoB) para a secretaria do Meio Ambiente, já que os comunitas tinha interesse na Saúde na pasta das Mulheres. Para a área do Meio Ambiente também estava cotado o petista Jorge Branco, integrante da corrente Novo Grupo, do prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PT).

Outros anúncios

Bruno Alencastro/Sul21

Ciro Simoni / Foto: Bruno Alencastro/Sul21

Ainda pela manhã, Tarso Genro anunciou os nomes de Ciro Simoni (PDT) e Jorge Guimarães para as secretarias da Saúde e Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, respectivamente.

presidente da Capes – Jorge Almeida Guimarães

Jorge Guimarães é o atual presidente da Capes, no Ministério da Educação, para o qual foi indicado por Tarso, na época que o futuro governador era ministro da Educação. Guimarães foi liberado pelo atual ministro da Educação, Fernando Haddad.

Já Ciro Simoni foi indicado pelo PDT, o mais novo partido a se aliar com o governo Tarso. O deputado avalia que a indicação de seu nome sedeve ao tempo de legislativo que tem. E tem por ser médico. “Precisamos descentralizar o atendimento da saúde. O atendimento de saúde especializada, por exemplo, está todo nas quatro grandes cidades do estado”, explica.

Agenda