Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

Municípios atingidos pela seca voltam com recursos de Brasília

21/01/11

Representantes de cinco municípios (Aceguá, Candiota, Hulha Negra, Pedras Altas e Pinheiro Machado) atingidos pela seca no estado voltaram de Brasília com a garantia da liberação de R$ 9 milhões para aquisição de 28 equipamentos, como tratores, patrolas e caminhões. Eles estiveram reunidos com o presidente do INCRA, Rolf Hackbart, na manhã de hoje (20). Em seguida, eles se reuniram com o ministro de Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, que prorrogou por 180 dias a quitação de débitos com o Pronaf de agricultores familiares atingidos pela seca no RS.

“Foram muito boas as reuniões”, afirma o prefeito de Candiota, Luiz Carlos Folador. Ele conta que a demanda pelos equipamentos era antiga, não tinha relação direta com a atual seca, mas que parte deles será utilizada para a construção de açudes. Ele relata que o INCRA também liberou R$ 150 mil para a aquisição de 100 mil litros de óleo diesel, para os caminhões-pipa e retroescavadeiras que trabalham na região. “Deve abastecer os equipamentos por cerca de dois meses”, calcula o prefeito. O ministro Florence, por sua vez, deve liberar nos próximos dias grãos do estoque público para ração animal.

Cisternas

Ontem, o secretário Lara esteve junto com o grupo de prefeitos em Brasília. Em reunião com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Rômulo Paes de Sousa, a comitiva viabilizou a construção de mais de três mil cisternas na região atingida pela seca. As cisternas têm capacidade para 16 mil litros, o que pode abastecer, segundo o secretário, uma família de cinco pessoas por até seis meses. “A preocupação é em dar água potável para as famílias”, diz Lara.

Junto com o secretário, veio para o Rio Grande do Sul o coordenador do programa de cisternas do MDS, Cleber Soares. Ele esteve em reunião em Herval para ajudar os prefeitos a agilizar os trâmites burocráticos. A ideia é lançar um edital para a construção das cisternas até a próxima quarta-feira (26). Luis Augusto Lara conta que o MDS prometeu intensificar o programa Bolsa-Família na região atingida pela estiagem. “Vamos chegar à capacidade plena do Bolsa-Família na região”.

Reunião em Herval

A reunião em Herval  ocorreu hoje (20) pela manhã, com a presença do vice-governador Beto Grill e de prefeitos dos municípios da Zona Sul do estado para discutir medidas de combate à estiagem. O governo acertou a cedência de retroescavadeiras para 13 municípios da região, que servirão para a construção de poços para abastecer animais. O governo também estabeleceu a montagem de um gabinete na prefeitura de Herval, que servirá para que os doze municípios em estado de emergência na região estabelecem juntos, com apoio dos governos estadual e federal, projetos em curto prazo para amenizar a seca na região.

Além de Grill, participaram da reunião os secretários de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, Luiz Carlos Busato e do secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Social, Luis Augusto Lara.

O encontro foi organizado pela Azonasul (Associação dos Municípios da Zona Sul do RS). O presidente da entidade, Cássio Mota, prefeito de Canguçu, elogia a postura do governo do estado. “A resposta está efetiva e rápida. Nas outras vezes em que tivemos seca, o caminho foi mais longo”. Mota elogiou também a rapidez em viabilizar a anistia de dívidas dos pequenos produtores. Ele ressalta a necessidade de que também se trabalhe medidas de longo prazo, para evitar prejuízos com secas nos próximos anos. “Precisamos de políticas contínuas. Em seis anos como prefeito de Canguçu, tive três de seca”.

Os municípios da Azonasul também encaminharam ao governador uma série de reivindicações que não têm relação direta com a seca. Segundo, Cássio Mota, grande parte das reivindicações são ligações asfálticas.

Fonte: Felipe Prestes – Sul 21

Agenda