Cotação

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL

Tempo

Liverpool, a meca dos Beatlemaníacos

Devido ao sucesso da banda, a cidade inglesa tornou-se ícone do rock n’ roll e roteiro obrigatório para seus admiradores. Por Fernanda Costta*

Em 1207 Liverpool era somente um povoado às margens do rio Mersey, habitado por meia dúzia de pescadores, e em 1912 ficou famosa por ter sido o ponto de partida da viagem sem volta do grande navio Titanic. No início dos anos 60 era pouco mais que uma cinzenta cidade portuária da Inglaterra, sem quaisquer atrativos e chegou a ser símbolo da decadência industrial britânica.

Há quem nunca tenha ouvido falar em Liverpool, mas quanto aos Beatles, não há um ser humano sequer! Devido ao sucesso do quarteto, a cidade inglesa tornou-se ícone do rock n’ roll e roteiro obrigatório de admiradores da banda, que teimam em acreditar que o sonho não acabou…

Por onde quer que se ande nesta cidade, tudo remete aos Beatles, desde placas de rua (que seriam comuns em qualquer lugar do mundo, mas aqui é Penny Lane) até salões de beleza (Tony Slavin), parques (Strawberry Fields), cemitérios (Eleonor Rigby), bares (Cavern Club), hospitais, casas, esquinas e museus, tudo! Todos os anos acontece o Beatle Week Festival, onde centenas de bandas cover dos Beatles vêm se apresentar na cidade e concorrer ao título concedido anualmente. Um exemplo é a banda mineira Hocus Pocus, que arrematou o título por 3 vezes consecutivas!

Além dos caminhos Beatlemaníacos, Liverpool é roteiro de quem também busca outras motivações. Sua arquitetura belíssima possibilitou o título de European City of Arquitecture 2008. Alguns lugares interessantes que merecem uma visita são: a belíssima Catedral Anglicana, 5ª maior do mundo, guarnecida de uma invejável ornamentação gótica; o City Hall com sua bela construção; o Salão de St. George, o melhor prédio em estilo grego da Grã-Bretanha; o Museu e Planetário de Liverpool e a Galeria de Arte Walker, com um dos mais completos acervos de arte da Inglaterra. Ainda tem a Galeria Tate de Liverpool, que possui as melhores coleções de arte das redondezas de Londres.

Os pubs são diversão certa para qualquer hora do dia ou da noite, sete dias por semana. A grande maioria é subterrâneo, com excelente música e decoração típica, tal qual o famoso Cavern Club. A Mathew Street é a melhor opção para encontrar pubs, mas há que se ter cuidado com os jovens, pois, devido a uma lei que proíbe a venda de bebidas alcóolicas após a meia-noite, juntam-se em bandos e bebem o quanto podem antes do prazo extinguir…. Um abuso!

Para quem gosta de um bom futebol, é imperdível assistir uma partida do Liverpool, ou mesmo passar horas nos museus e lojas oficiais do time. Deve-se ser previdente também com os torcedores, que, tais quais os Hoolligans, são extremamente mal educados e não dispensam uma briga.

Assim é Liverpool! Uma cidade sempre associada à um nome que mudou a história da música e por causa disso, depois de Londres, talvez seja a cidade inglesa onde mais se ouve línguas diferentes. Não deixe de conhecê-la e fazer um “Magical Mister Tour” ao som de muito Beatles e outros da época, como The Who, The Hollies e muitos outros!

* Fernanda Costta é graduada em Turismo e já visitou mais de 40 países. Há três anos escreve suas aventuras no blog.

Artigo publicado originalmente no blog Viaggio Mondo, parceiro do Opinião e Notícia.