Cotação

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL

Tempo

Governo do RS quer fortalecer cadeia de produção cinematográfica

Duas ações da secretaria estadual da Cultura nesta semana miram o objetivo de fazer do Rio Grande do Sul um polo de produção cinematográfica e audiovisual. Além de formalizar uma parceria com a Fundação Cinema RS (Fundacine) e a PUC para a construção de um Centro Tecnológico Audiovisual, o governo lançou nesta sexta-feira (5) um edital para a finalização de longa-metragens.

O anúncio foi feito oficialmente na cerimônia de abertura do 39º Festival de Cinema de Gramado. O edital atende a uma demanda antiga das entidades do audiovisual gaúcho, que têm mais de dez filmes em fase de finalização parados por falta de incentivos. “Falta de incentivo com premiações como o Prêmio RGE, dado pela Fundacine, que já não ocorre há quatro anos, devido à saída do escritório central da RGE do Estado, também prejudicou o cinema gaúcho”, explica o diretor do Instituto Estadual de Cinema (Iecine), Luiz Alberto Cassol.

O valor total do edital é de R$ 1,5 milhão, sendo que cada projeto poderá solicitar no máximo R$ 150 mil para finalização. Entre as contrapartidas solicitadas pelo governo, o filme deverá ser inscrito em festivais brasileiros e também em competições internacionais de pelo menos cinco países diferentes, além de estar disponível em cópias DVD com legendas em inglês e espanhol. “Isto faz parte de uma visão sistêmica para o desenvolvimento do setor. Com estes filmes prontos, o Rio Grande do Sul voltará a ocupar um lugar importante no cenário da produção nacional e internacional”, argumenta Cassol.

Os filmes também deverão exibir um selo com a marca “RS Polo Audiovisual”. O diretor do Iecine explica que a intenção é colocar os filmes no mercado até 2012. “A prioridade é pegar os filmes em situação mais emergente para finalização. Fizemos um levantamento prévio, conversando com as entidades da área e as produtoras para chegar aos valores do edital”, informa.

Games, animações, softwares e outros

No começo desta semana, o governo estadual firmou a parceria com PUCRS e a Fundacine para colocar em funcionamento, até o final do ano, um Centro Tecnológico Audiovisual. Segundo o diretor do Iecine, a ênfase será na tecnologia, pesquisa e inovação, atendendo televisão, cinema, publicidade e games. “Será uma cadeia de negócios para instituições públicas e privadas. Uma espécie de incubadora para empresas já instaladas ou que queiram se instalar no Estado”, afirma.

O centro estará integrado ao Tecnopuc Viamão, ocupando as instalações do antigo Seminário Maior. As primeiras ações devem iniciar até o final de 2011, com previsão de conclusão das demais fases em 2013. Também será aberto um edital para incubação de empresas de cinema e vídeo na Raiar da PUCRS. O projeto terá, ainda, uma apresentação nacional no dia 12 de agosto, durante o Festival de Gramado.

Fonte: Rachel Duarte – Sul 21