Cotação

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL

Tempo

Dilma mantém Orlando Silva e o orienta a “continuar trabalhando”

No final da tarde desta sexta-feira (21), após reunião entre o ministro dos Esportes Orlando Silva e a presidenta Dilma Rousseff, o ministro declarou que ficará na pasta e que tem apoio da presidenta. Ao deixar o Planalto, depois de uma hora e meia de conversa, ele afirmou que Dilma se mostrou ”tranquila e confiante” e o orientou a ”continuar trabalhando”. Segundo Silva, ela lhe recomendou serenidade e paciência e reafirmou confiança em seu trabalho.

Ao final do encontro, o ministro disse que apresentou à presidenta um relatório contestando ponto a ponto as denúncias feitas pelo policial militar João Dias Ferreira em reportagem da revista Veja.

“Foi um encontro para que eu esclarecesse todos os fatos, todas as acusações que tenho sofrido nos últimos dias. Dei detalhes, desmascarei todas as mentiras”, afirmou Orlando. Ele repetiu que havia pedido investigações à Polícia Federal e ao Ministério Público e aberto seus sigilos fiscal e bancário e que recebeu o apoio de Dilma.

Já a presidenta declarou que o governo “não condena ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência”. E concluiu: “Não lutamos inutilmente para acabar com o arbítrio e não vamos aceitar que alguém seja condenado sumariamente”.

Acusações contra Orlando Silva

Desde o último fim de semana, Orlando Silva vem sofrendo desgaste no ministério. Nesta sexta, o Planalto chegou a aguardar uma carta de demissão do ministro, o que não aconteceu. A principal acusação partiu do policial militar João Dias Ferreira, que afirmou que o ministro comanda um esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, e que chegou a receber dinheiro vivo na garagem do ministério. Outras reportagens mostraram o repasse de recursos para diversas ONGs ligadas ao PC do B, mesmo partido do ministro, que têm suas prestações de contas questionadas.

Com informações da Agência Brasil e Estado de São Paulo