Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

“Para vacinarem meu filho, terão que passar por cima de mim”, diz Carla Zambelli em desafio a Ricardo Lewandowski

247 – Em desafio a uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, a deputada federal bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP) usou sua conta no Twitter para afirmar que não irá vacinar o filho de 11 anos.

 

“Levandovisk, para vacinarem meu filho, terão que passar por cima de mim. Meu filho, minhas regras. Seus filhos, suas regras. Mais de 20 mil crianças de zero a 11 tomaram vacinas NÃO AUTORIZADAS, de adultos. É muito GRAVE. Entrei com denúncias e apresentei Projeto de Lei (sic)", postou ela na rede social.

A postagem da parlamentar, que assim como Jair Bolsonaro também questiona a vacinação de crianças e jovens contra a Covid-19, foi feita poucas horas após Lewandowski recomendar aos Ministérios Públicos Estaduais e do Distrito Federal para que “empreendam as medidas necessárias” para assegurar a vacinação de menores de idade contra o coronavírus. No ofício, o ministro do STF destacou trechos da Constituição e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para justificar a decisão.

O artigo 14 do ECA diz que “é obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias”. Ele também solicitou que os estados e o DF se manifestem sobre o pronunciamento da Advocacia-Geral da União de que teriam sido identificadas supostas aplicações incorretas de vacinas em menores antes mesmo do lançamento da campanha nacional de imunização. Nesta quinta-feira (20) a diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da vacina CoronaVac contra Covid-19 em crianças e adolescentes com idades entre 6 e 17 anos e sem comorbidades.

Agenda