Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

Putin afirma que acordo com Ucrânia só será possível se forem respeitadas condições russas

Putin exige garantia de que a Ucrânia se manterá com status de neutralidade

 

28 de fevereiro de 2022, 13:03 h

 

Sputink – A declaração do presidente russo foi dada durante conversa nesta segunda-feira (28) com o presidente da França, Emmanuel Macron. Os dois presidentes tiveram uma séria e detalhada conversa por telefone nesta segunda-feira (28) e analisaram a fundo o atual cenário na Ucrânia. De acordo com informações do Kremlin, Macron demonstrou esperança sobre uma possível resolução diplomática. Putin detalhou que um acordo envolvendo a situação na Ucrânia só será viável se as legítimas questões de segurança apresentadas pela Rússia forem levadas em consideração. Os pontos específicos mencionados pelo presidente russo são: reconhecimento da soberania russa sobre a Crimeia, desmilitarização e desnazificação do Estado ucraniano e a garantia de que a Ucrânia se manterá com status de neutralidade. Em contrapartida, Macron também salientou três pontos importantes que a Rússia necessita cumprir para que as negociações diplomáticas avancem. O presidente francês pediu para que Moscou pare com supostos ataques a civis na Ucrânia, preserve as infraestruturas civis e proporcione acesso seguro às principais rodovias.

"O presidente Putin confirmou sua disposição em se comprometer com esses três pontos", informou o governo francês, acrescentando que os dois líderes também concordaram em manter contato nos próximos dias.

 

Do site RT – Moscou e Kiev encontraram certas coisas que podem ser acordadas durante as negociações de cessar-fogo organizadas pela Bielorrússia e retornarão para consultas antes da próxima rodada, disseram ambas as delegações a repórteres após o término das negociações na segunda-feira. O principal objetivo das negociações era discutir um cessar-fogo na Ucrânia, disse Mykhailo Podolyak, conselheiro do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky. Os dois lados identificaram uma série de tópicos prioritários, sobre os quais “certas soluções foram delineadas”, acrescentou. As duas delegações encontraram pontos sobre os quais podem ser alcançadas posições comuns, confirmou Vladimir Medinsky, assessor do presidente russo Vladimir Putin. As conversas de segunda-feira, que duraram várias horas, ocorreram na Bielorrússia, perto das fronteiras russa e ucraniana. A próxima rodada acontecerá na fronteira entre Bielorrússia e Polônia, disse Medinsky.

 

 

 

Brasil 247///

 

Agenda