Cotação do dia

USD/BRL
EUR/USD
USD/JPY
GBP/USD
GBP/BRL
Trigo
R$ 115,00
Soja
R$ 180,00
Milho
R$ 82,00

Tempo

50 Sem Terra se formam em Medicina Veterinária no RS

Filhos de acampados e assentados ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra de vários estados fizeram a graduação na UFPel via Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária

Formandos são oriundos de 14 estados brasileiros (Foto: MST / Divulgação)

A cerimônia de colação aconteceu na sexta-feira, dia 1º de julho, no auditório da Faculdade de Agronomia Elisei Maciel, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), campus Capão do Leão.

Os 50 jovens integram a terceira turma especial de Medicina Veterinária, batizada de Kênia Ferreira, em homenagem à educanda do Mato Grosso, da segunda turma especial, que faleceu.

Os estudantes são oriundos de 14 estados do Brasil: Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Tocantins, Bahia e Maranhão.

“A importância de formar 50 estudantes é garantir o acompanhamento ao projeto de desenvolvimento da Reforma Agrária Popular e contribuir com as áreas de assentamentos, bem como na organização social da classe trabalhadora”, observa Cátia Gonçalves, da coordenação pedagógica do curso, sobre a relevância de ter Sem Terra com curso superior.

Fonte: MST

O curso já formou duas turmas. “A primeira turma formou 44 educandos e a segunda, 46. E agora vamos formar a terceira turma e estamos com a quarta turma no sexto semestre”, explica.

Ela ainda destaca que já foi aprovada pela Ufpel a quinta turma de medicina veterinária via Pronera. “O intuito é lançar o edital para nova turma no segundo semestre deste ano, logo a seguir à formatura da terceira turma”, finaliza.

Agenda